14 de novembro de 2013

Arrendar um apartamento por Internet

Lembram-se da viagem a Bogotá que vos falei aqui e aqui
Pois é... entretanto surgiu a oportunidade para eu e o P. lá voltarmos, mas desta vez para ficarmos quase dois meses. Começámos logo a pensar nas questões práticas sendo a principal, onde iríamos ficar. Ao verificarmos que ficar num hotel e fazer todas as refeições em restaurantes, seria muito dispendioso começámos à procura de apartamentos de férias para compararmos ainda assim a diferença entre as duas situações.

Quando começou a minha demanda pela Internet à procura de apartamentos apanhei um susto enorme pois apercebi-me que facilmente se encontrava apartamentos com preços de 5000/6000 euros por mês. Mesmo tendo em conta que as casas arrendadas ao mês são sempre mais caras que as arrendadas ao ano, isto para mim eram preços absurdos. Com calma e muita procura lá consegui arranjar apartamentos dentro do preço e no local que estava à procura. Ainda assim, os preços não se comparam com os de Portugal para a mesma relação preço/qualidade.

Feitas as contas, ficava mais em conta arrendar um apartamento e tentar ao máximo comer refeições em casa. Além de ser bom para a carteira, era bom para a saúde.

Logo que escolhemos o apartamento, enviámos um e-mail à proprietária para saber se o mesmo estaria livre e qual o valor total a pagar pela estadia. No e-mail de resposta além de nos dizer estava disponível, explicou-nos o procedimento a seguir. 
Teríamos de entregar metade do valor para reserva e o restante posteriormente, até aqui o procedimento é idêntico ao de Portugal. Apesar de já conhecer o processo, esteve sempre presente algum receio que o anúncio não fosse verdadeiro. Piorou a situação quando alguns dias antes de viajarmos, a senhoria pediu-nos que fosse pago o valor total, visto ela estar na Argentina e a chave nos ser entregue por uma terceira pessoa. Como normalmente o restante dinheiro é pago no acto da entrada, fiquei ainda mais desconfiada. O P. partilhava da mesma opinião, mas como a proprietária deu-nos os seus contactos além do e-mail e sempre obtivemos resposta, decidimos arriscar e avançar. 

Felizmente tudo correu bem, mas isto fez-me pensar como é fácil burlar as pessoas neste tipo de arrendamento e os responsáveis raramente são apanhados.

Como podemos tentar não sermos burlados?
O ideal será:
- Confirmar a morada do anúncio no local e verificar se o imóvel corresponde ao proprietário indicado.
- Verifiquem se existe fotos do interior e exterior, principalmente fotos da vista da casa. 
- Ter mais informações do proprietários (email, telefone, conta no facebook,...)


Nada disto é infalível, mas sempre nos deixa um pouco mais confortáveis.

8 comentários:

  1. Olá:)

    Nunca precisei de alugar casa mas fica a dica - o futuro a Deus pertence.
    Mas confesso que essas situações deixam-me muito apreensiva.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá! Antes demais desejo que essa estadia corra muito bem! De facto é extremamente fácil as pessoas serem enganadas nos moldes que referiu acima... Mesmo assim, arriscaram bastante! Ainda bem que tudo decorreu com normalidade! Tudo de bom para si...Manuela
    Nota: muito obrigada pelas visitas ao cem manias :)

    ResponderEliminar
  3. Manuela, é muita gente que já foi enganada, é preciso cuidado, pode acontecer a todos, beijo

    ResponderEliminar
  4. Ui, isso é coisa para me deixar intimidada...

    ResponderEliminar
  5. Todas as cautelas são poucas.

    espero que tudo corra bem.

    beijos

    ResponderEliminar
  6. Tudo bom nessa vossa estadia de dois meses. Foram corajosos, não sei se teria arriscado tanto. Um grande beijo. Evelyne.

    ResponderEliminar

Todas as ideias são bem-vindas. Obrigada pela partilha!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...